Você sabe quais os benefícios do maracujá?

Home » Fibras » Você sabe quais os benefícios do maracujá?
a

O maracujá é uma fruta comum em regiões tropicais, como o Brasil, sendo uma das frutas mais produzidas no nosso país. Também é conhecido como a fruta da paixão, pois antigamente os sacerdotes acreditavam que partes da flor do maracujá simbolizavam a paixão.

Por isso seu nome em alguns idiomas remete a isso, como fruit de la passion no francês e passion fruit em inglês. Possui um sabor doce e, ao mesmo tempo azedo, com um cheiro distinto e bem tropical, sendo a polpa e as sementes adequadas para consumo.

Traz inúmeros benefícios à saúde devido à sua rica composição de compostos bioativos, como fibras, vitaminas A e C, ferro e potássio. É uma fruta muito nutritiva e pouco calórica, sendo uma ótima opção para todos os gostos.

Vitamina C

Assim como as laranjas, o maracujá é uma excelente fonte de vitamina C. Este composto é um importante antioxidante, utilizado pelo nosso corpo na manutenção e saúde do nosso sistema cardiovascular, bem como músculos e pele. Sua propriedade antioxidante ajuda o corpo a se curar de ferimentos e injúrias, além de reduzir inflamações e proteger componentes celulares contra possíveis danos. Além disso, esta vitamina auxilia na prevenção de condições virais como resfriados.

Vitamina A

A polpa e as sementes do maracujá fornecem cerca de 8% da quantidade necessária de vitamina A diária. Essa vitamina é um composto com princípios bioativos que auxiliam diretamente no fortalecimento do seu sistema imunológico, além de auxiliar na redução de processos inflamatórios.

Fibras

Fibras são importantes, pois auxiliam na normalização dos movimentos intestinais, consequentemente ajudando a manter a saúde intestinal. Além disso, ajudam a reduzir os níveis de colesterol no sangue, bem como auxiliar na saúde do sistema cardiovascular, reduzindo a pressão arterial e outros processos inflamatórios.

Nutrientes

Além de vitaminas e fibras, o maracujá contém diferentes nutrientes essenciais para a manutenção do corpo, como cálcio, magnésio, fósforo, potássio e folato.

De uma maneira geral, o maracujá é uma fruta segura e boa para alimentação, mas algumas pessoas podem ser alérgicas a ele, principalmente se for alérgico ao látex. Pessoas alérgicas a maracujá ou látex também podem ter reações a frutas como o mamão, abacate, banana, melão, manga, kiwis, abacaxi, pêssego e tomate. Por isso consulte seu médico alergista para avaliar seu caso individualmente.

O maracujá pode ser encontrado em supermercados, ou feiras de agricultores e feiras de orgânicos quando está na estação. Para escolher uma fruta madura, procure por aquelas que possuam a casca mais grossa e pareçam mais pesados ​​para seu tamanho. Ao contrário do que muitos pensam, quando a casca do maracujá está enrugada significa que a fruta está secando, e não que ela está madura.

Para consumi-lo basta cortá-lo ao meio e retirar a polpa com as sementes. Mas atenção quando for consumi-lo, lembre-se de lavar a fruta bem. Pois, apesar de a casca não ser consumida, durante o corte a faca pode levar bactérias e outros micro-organismos nocivos da casca para dentro da polpa.

A fruta pode ser comida crua, com algum creme ou até açúcar polvilhado por cima. Mas você pode utilizá-lo em diferentes receitas, misturando com leite, iogurte, ou transformando a polpa em uma deliciosa geleia. O suco concentrado de maracujá pode ser utilizado também para dar sabor a outras receitas, como doces, bolos, sorvetes e drinks.

Nutracêuticos

ApisNutri possui diversas linhas de produtos naturais, funcionais e nutracêuticos, como vitaminas, minerais, produtos para beleza e bem-estar, além de nutracêuticos e suplementos de nutrição esportiva, essenciais para complementar a sua alimentação.

Em sua linha, é possível encontrar o Magnésio Inositol — sabor Maracujá, um nutracêutico que contém, além dos benefícios do magnésio, vitamina B6 e maracujá.

Saiba mais aqui.

Últimas postagens

Artigos

Cadastre-se em nossa Newsletter

Encontre os melhores produtos em nossa loja virtual

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print