Qual a importância da boa alimentação infantil?

Home » Alimentação Saudável » Qual a importância da boa alimentação infantil?
a

A alimentação exerce um papel fundamental na saúde da criança e os hábitos alimentares adquiridos durante a infância e adolescência são mais fáceis de serem mantidos na vida adulta e no envelhecimento.

A infância é uma fase de desenvolvimento e é nela que ocorre a formação dos hábitos que seguirão até a vida adulta. É como diz aquele velho ditado popular: “É de pequeno que se torce o pepino”. Por esse motivo, é importante fornecer alimentos nutritivos e saudáveis às crianças desde os seus primeiros anos de vida.

Como estão em fase de crescimento e desenvolvimento, elas necessitam de uma alimentação saudável e balanceada, contendo alimentos presentes em cada grupo alimentar, recebendo assim a quantidade de nutrientes necessária ao seu crescimento saudável.

Atualmente, com a facilidade de acesso e o aumento no consumo de alimentos industrializados, ricos em gorduras, açúcares e sódio, doenças como obesidade, diabetes e hipertensão estão aumentando e atingindo precocemente as crianças.

É importante lembrar que as crianças não nascem com desejo por batatas fritas e pizza e aversão a cenoura e brócolis. Esse condicionamento ocorre ao longo do tempo, à medida que eles são expostos a escolhas alimentares cada vez menos saudáveis. No entanto, é possível reprogramar as preferências alimentares dos seus filhos para que eles aceitem alimentos mais nutritivos.

O segredo de uma alimentação saudável está na variedade e valor nutricional dos alimentos oferecidos à criança. É importante fornecer alimentos de cada grupo para que obtenham uma ampla gama de nutrientes indispensáveis ao seu desenvolvimento.

Alguns nutrientes específicos auxiliam na formação e manutenção dos neurônios, outros nas células de defesa do organismo, enquanto outros formam as células vermelhas, que transportam o oxigênio a todas as células do organismo. Por isso, a deficiência de alguns nutrientes afeta sistemas importantes do organismo, podendo acarretar em diversos problemas na criança como cansaço frequente, falta de motivação, dificuldades de concentração e lentidão no raciocínio.

Por isso a alimentação saudável e de qualidade é tão importante para o desenvolvimento do cérebro e do organismo infantil. Uma boa nutrição irá garantir energia para brincar e manutenção da aprendizagem.

Quantas refeições a criança deve realizar por dia?

O apetite das crianças varia de acordo com a idade, surtos de crescimento e atividade física, por isso é importante fornecer porções de tamanho adequado. Comece com pequenas porções e, se uma criança quiser mais, ofereça a ela (sem exageros).

As crianças necessitam de pelo menos três refeições diárias (café da manhã, almoço e jantar) e um a três lanches ao longo do dia (manhã, tarde e antes de dormir). Os lanches saudáveis são tão importantes quanto a comida servida nas refeições.

Fique de olho no peso do seu filho. Se você sentir que a criança está acima ou abaixo do peso e quiser conversar com alguém sobre isso, marque uma consulta com o pediatra ou nutricionista. Esses profissionais também irão avaliar se há falta de algum nutriente e necessidade de suplementação.

É melhor agir cedo para ajudar seu filho a melhorar seus hábitos alimentares, pois isso ajudará a guiá-lo a um caminho de vida mais saudável. Quanto mais cedo disponibilizar escolhas saudáveis ​​e nutritivas na alimentação de uma criança, mais fácil ela será capaz de desenvolver um relacionamento saudável com a comida que pode durar a vida toda.

Para garantir a quantidade de nutrientes necessária ao desenvolvimento de seu filho, a ApisnNutri possui o suplemento ideal para eles. O Polikids + Vitamin (indicado para crianças de 4 a 12 anos) é recomendado para complementar a quantidade diária necessária de vitaminas e minerais, como ferro e zinco. Possui um delicioso sabor de morango e não possui açúcar.

Últimas postagens

Artigos

Cadastre-se em nossa Newsletter

Encontre os melhores produtos em nossa loja virtual

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print