Dicas de cuidados na menopausa e seus sintomas

Home » Menopausa » Dicas de cuidados na menopausa e seus sintomas
a

A menopausa é assustadora até para as mulheres que ainda estão no início de sua vida fértil. O que é compreensível, pois a maioria já conviveu ou ouviu relatos de alguém que passou maus bocados nessa fase. A boa notícia é que com as informações corretas é possível identificar seus sinais, prevenir ou até mesmo tomar medidas para amenizar seus sintomas.

A menopausa é a interrupção definitiva da menstruação, ou seja, é a ocasião em que ocorre o último ciclo menstrual da vida da mulher.

Isso não acontece de uma hora para outra, é um processo que começa em torno dos 40 anos e continua gradativamente. Devido à diminuição e consequente interrupção da produção de hormônios pelos ovários, o período que abrange esses acontecimentos é chamado climatério.

Em qual idade começa a menopausa?

A idade estimada para o aparecimento dos primeiros sintomas está em torno dos 45 e 50 anos, porém isso varia de acordo com cada organismo.

Quando acontece antes dos 40 é classificada como menopausa precoce. Ela pode ser causada por diversos fatores como genética, doenças autoimunes, e cirurgia de retirada dos ovários.

Quais são os sintomas da menopausa?

Em verdade, os sintomas apresentados são relacionados ao climatério, começando antes da menopausa propriamente dita. Os principais são:

  • menstruação irregular ou ausente por períodos de até um ano;
  • ondas de calor repentinas e suores noturnos;
  • fadiga, insônia e baixa qualidade do sono;
  • pele ressecada;
  • diminuição do libido e lubrificação vaginal;
  • queda de cabelo acentuada;
  • irritabilidade, ansiedade e tristeza;
  • dificuldade de concentração e memória fraca;
  • incontinência e infecções urinárias;
  • perda de massa óssea (enfraquecimento dos ossos).

É muito importante salientar que ao perceber os sintomas é necessário procurar um ginecologista para realizar o diagnóstico. Pois os sintomas podem estar associados a outras condições que não o climatério, e esse profissional da saúde é o responsável por fazer essa diferenciação.

Dicas de cuidado no climatério

Como já foi dito, é imprescindível procurar a orientação de um ginecologista para que ele decida sobre a necessidade de tratamento, seja com hormônios, cremes ou outras indicações. Porém, existem algumas práticas que podem ser adotadas para amenizar os desconfortos e complicações. Veja mais:

Fortaleça seus músculos pélvicos

A diminuição dos hormônios enfraquece os músculos da região pélvica que são responsáveis pelo controle urinário. Com isso, é comum que o escape contínuo leve a infecções urinárias persistentes.

Para tratar esse problema é preciso fortalecer esses músculos, assim como todos os outros músculos do nosso corpo por meio de exercícios. Os exercícios de Kegel (contração e descontração dos músculos do assoalho pélvico) são específicos para tratar essa condição.

Prevenção de osteoporose

Outra consequência das mudanças hormonais desse período é a perda de cálcio dos ossos tornando-os mais fracos, podendo até favorecer o desenvolvimento de osteoporose. Para prevenir que isso ocorra, cuide bem de sua alimentação, garantindo o consumo de cálcio, vitamina D e fósforo que são substâncias responsáveis pela formação óssea.

Em caso de dificuldades em consumir a quantidade necessária é interessante procurar orientação profissional para a suplementação desses nutrientes.

Pele e cabelo

Durante essa etapa da vida, pele e cabelos exigem um cuidado maior pois acabam se tornando mais secos e fracos. Além de reforçar os cuidados habituais de higiene e hidratação, é indicado dar uma atenção especial à alimentação equilibrada. Com a tecnologia atual o mercado conta com suplementos que tem os nutrientes específicos para a pele e cabelos, o que pode ser uma boa opção dependendo do caso.

Evite alimentos que agravam o “calorão”

Existem alguns alimentos que podem colaborar para o acontecimento das ondas de calor, isso varia para cada pessoa, então é preciso observar os sinais do seu corpo após consumi-los para saber quais evitar.

Entre eles estão os alimentos que contém cafeína, como café e chá verde, comida apimentada ou bebidas alcoólicas.

ApisNutri

Os produtos ApisNutri apresentam alto padrão de qualidade e tem a eficiência de seus princípios ativos assegurados pelos parâmetros da Anvisa.

A linha ApisNutri conta com uma grande variedade de suplementos e alimentos funcionais que são adequados às necessidades apresentadas nas diversas fases da vida.

Clique aqui para conhecer todos os produtos.

Últimas postagens

Artigos

Cadastre-se em nossa Newsletter

Encontre os melhores produtos em nossa loja virtual

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print