As causas das estrias e como preveni-las

Home » Colágeno » As causas das estrias e como preveni-las

Aquela sentença “é melhor prevenir do que remediar” também vale para as estrias.

Por isso, quem se incomoda com o efeito estético dos risquinhos na pele e quer evitá-los deve adotar um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e prática regular de atividade física, a fim de reduzir as chances de experimentar um ganho de peso excessivo – o que é um dos principais fatores que provocam esse quadro. A ingestão de água e a hidratação da pele também são cuidados fundamentais para manter a qualidade e a resistência dessa camada.

Causas das estrias

As estrias nada mais são do que um reflexo do estiramento da derme e do rompimento das fibras de elastina e de colágeno – estruturas fisiológicas responsáveis por promover a sustentação e a elasticidade da pele.

Público afetado

Embora sejam mais frequentes entre as mulheres, essas marcas que se assemelham a cicatrizes também podem se manifestar na pele dos homens, em diferentes faixas etárias.

O que leva as pessoas a terem estrias?

Seu desenvolvimento ocorre quando a derme atinge um processo inflamatório. Isso costuma ocorrer em situações como:

  • Crescimento acelerado que ocorre na adolescência;

  • Aumento de massa magra durante o processo de hipertrofia muscular;

  • Ganho de peso durante a gestação (especialmente no terceiro trimestre);

  • “Efeito sanfona” – quando o peso perdido após o processo de emagrecimento é instantaneamente recuperado.

Outros fatores que podem predispor o aparecimento das estrias são o uso excessivo (ou em altas doses) de corticoides orais e tópicos e condições como a síndrome de Cushing (que também promove ganho de peso) e a síndrome de Marfan (que provoca o alongamento dos membros). Dessa forma, realizar um acompanhamento médico de perto é primordial.

Tipos de estrias

Entre os tipos existentes de estrias estão:

  • Rosadas, com textura deprimida ou levemente elevada: lesões mais recentes;

  • Arroxeadas: lesões recentes, durante processo inflamatório;

  • Brancas, com espessura e largura variáveis e discreto enrugamento: lesões mais antigas, que já passaram pelo processo de cicatrização.

Regiões mais afetadas

As estrias podem impactar diversas áreas do corpo, incluindo regiões como:

  • Mamas;

  • Glúteos;

  • Abdômen;

  • Coxas;

  • Costas.

O que fazer em caso de estrias?

Aos indivíduos que sofrem esse tipo de lesão, o objetivo é recuperar a textura e a elasticidade da pele. Para isso, podem ser adotados tratamentos que estimulem a síntese de novas fibras de colágeno, a exemplo de protocolos estéticos não invasivos ou minimamente invasivos, como os peelings, lasers, luz intensa pulsada, subcisão e microagulhamento.

Da mesma forma, existem os tratamentos tópicos e a própria ingestão de suplementos dessa proteína, que ajudam a renovar a cútis e a suavizar o aspecto das estrias, com ação eficaz de dentro para fora do organismo.

Estiki Colágeno Verisol® – ApisNutri

O Estiki Colágeno Verisol® é constituído por peptídeos bioativos de colágeno, que promovem a entrega das moléculas de colágeno diretamente na região do corpo que mais precisa. Seu uso colabora para o ganho em elasticidade e firmeza da pele.

O suplemento oral é oferecido em duas apresentações: uma com vitaminas e minerais (em cápsulas) e outra com ácido hialurônico (em comprimidos).

Últimas postagens

Categorias de Posts

Cadastre-se em nossa Newsletter

Encontre os melhores produtos em nossa loja virtual

Gostou do nosso post? Compartilhe em suas redes sociais!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp
Telegram
Email
Print